Arquivo da tag: alecrim

Pão de fubá com alecrim

O pão de hoje foi de fubá com alecrim 🙂

Image

As farinhas que usei foram as de trigo branca orgânica, de fubá orgânica e de centeio orgânica.

Image

E pela primeira vez, coloquei azeite (de oliva extravirgem). Já estava querendo fazer um pão com azeite faz um tempinho, mas tinha ouvido falar que o azeite inibe a ação do fermento. Por isso, só coloquei um pouquinho, acho que foi tipo uma colher de sopa, por cima da massa já crescida e já na panela, segundos antes de ir para o forno. O azeite não ficou muito presente no resultado final, não sei se porque foi pouco ou porque ficou só na superfície e não na massa toda. Da próxima vez vou arriscar colocar na massa desde o começo.

Anúncios

Azeite de alecrim & casca de limão cravo

Hoje foi dia de feira de orgânicos, lá no Parque da Água Branca. Comprei alecrim. Gosto de usar as ervas enquanto ainda estão frescas então já fiz um monte de coisa com alecrim, chá, bolo, e esse azeite.

Coloquei um pouco das folhas de alecrim e 4 pedacinhos de casca de limão cravo no processador e adicionei azeite de oliva extravirgem.

Bati, coei e pronto.

Só colocar no vidro e guardar na geladeira. Mas antes de cada uso, é bom tirar da geladeira uma meia hora antes para deixar na temperatura ambiente.

Provei uma colherada do óleo puro e achei que o sabor ficou um pouco forte demais, talvez a quantidade de alecrim tenha que ser bem menor. Mas como tempero diluído na comida, pode ficar bom 🙂

Tapenade de azeitona preta e figo seco

Eu amo tapenade por duas razões. É delicioso e é ultra rápido de fazer. No processador, então, não demora nem 5 minutos. O que mais leva tempo é desencaroçar as azeitonas, já que eu nunca uso azeitonas vendidas já descaroçadas. Quando vi essa receita, fiquei louca. É óbvio que eu tinha que experimentar asap!

figos secos

é bom triturar os figos sozinhos primeiro, pois são mais duros e resistentes do que as azeitonas.

depois que os figos estiverem grosseiramente porém mais ou menos uniformemente triturados, acrescenta-se as azeitonas para serem trituradas juntas.

depois entra o alecrim...

...o aceto balsamico di Modena, o azeite de oliva extravirgem e pronto!

🙂

adoro a textura das sementinhas dos figos secos

é bom que dura bastante tempo, acho que umas 2 semanas.

Simplesmente adorei essa nova tapenade! Levemente doce e com as sementinhas do figo estourando na boca, mmmmm!

Ah, tem uma terceira razão pela qual eu amo tapenade; é super versátil. Fica incrível simplesmente em cima de um maravilhoso pão como o da PAO (Padaria Artesanal Orgânica da Rua Bela Cintra) ou como molho para um prato de penne ou outro tipo de massa. Com peixe também fica ótimo!

Bolo de fubá com ricotta de leite de ovelha e alecrim

Com essa coisa de intolerância ao leite, já faz anos que não tomo leite comum. Mas os laticínios como queijo e yogurt, eu ainda tolerava e consumia normalmente. Só que ultimamente tenho sentido que mesmo esses laticínios estavam me fazendo um pouco mal. Aparece logo na pele. Então resolvi explorar os laticínios feitos com leite de cabra e de ovelha, que são mais facilmente digeríveis e tolerados por pessoas como eu. Eu já amo queijo de cabra. Então quando tomei um yogurt de leite de cabra que encontrei no Santa Luzia, já gostei de cara. Com maple, então, fica delicioso! Daí fui explorando mais as prateleiras das cabras e das ovelhas e resolvi experimentar o yogurt de leite de ovelha. Mais delicioso ainda do que o de cabra! Mais suave e mais cremoso. Amei.

Daí outro dia, resolvi que vou experimentar vários queijos de ovelha. Hoje tem um monte de opção, é impressionante como o mercado de queijos no Brasil deu um super salto qualitativo e quantitativo. E o primeiro que escolhi foi a ricotta. Que na verdade não é bem um queijo, mas é um primo. A ricotta é feita com o soro de queijo, portanto é um derivado do queijo.

A marca é a Casa da Ovelha e custa, no Santa Luzia, R$54,00/kg. Se alguém souber de algum lugar que vende mais barato, me fala? Eu sou uma rata do rótulo e sempre vejo se tem algum conservante indesejável ou coisas que nada tem a ver com o queijo e gostei muito do que li nesse: “Soro de leite de ovelha, leite de ovelha pasteurizado, ácido láctico”. E só. Ótimo.

A ricotta é ótima, gostei bastante. Como estava pensando em fazer um bolo de fubá, que eu sempre coloco yogurt e estava sem, resolvi testar substituir pela ricotta de ovelha.

Achei que ficou bem bom. Tipo bolo de café da manhã. Aqui vai a receita.

Bolo de fubá com ricotta de leite de ovelha e alecrim

Ingredientes

  1. manteiga 110g
  2. açúcar cristal orgânico 140g
  3. fubá orgânico 170g
  4. farinha de trigo integral orgânica 95g
  5. fermento químico 1 colher de chá
  6. sal 1/2 colher de chá
  7. ovos 3
  8. ricotta de ovelha 160g
  9. alecrim a gosto

Pré-preparo

  1. Aquecer o forno a 170 graus.
  2. Untar e polvilhar com farinha uma forma de bolo inglês
  3. Deixar a manteiga e os ovos em temperatura ambiente.

Preparo

  1. Misture a manteiga e o açúcar com o mixer elétrico ou um fouet até ficar cremos e esbranquiçado.
  2. Adicione os ovos batidos aos poucos.
  3. Adicione a ricotta e misture bem.
  4. Adicione o fubá, a farinha e o fermento peneirados e misture com uma espátula de silicone.
  5. Adicione o alecrim e misture.
  6. Coloque a massa no forma e asse durante 45 minutos ou até assar por completo.

Aglomerado de side dishes

Minha alimentação normal do dia-a-dia gira em torno de vegetais, grãos, castanhas, ovos e laticínios (nessa ordem). Muito, muito, muito de vez em quando entra um peixe ou algum outro fruto do mar. Nada de mamíferos e está difícil de lembrar a última vez que comi alguma ave.

Meu almoço de hoje.

Para fazer essas Batatas Assadas com Alecrim e Pecorino, recomendo que se branqueie primeiro as batatas cortadas com a casca, durante 3 minutos. Branquear é o ato de cozinhar algum legume na água fervente por pouco tempo. No caso das batatas, nunca coloque-as em água fria após o cozimento rápido no intuito de interromper o cozimento e/ou preservar as cores, como se faz com outros legumes. O fato de branquear as batatas deixa-as mais crocantes depois de assá-las no forno. Feito isso, coloque as batatas numa travessa, salpique com alecrim, sal grosso, pimenta-do-reino e regue com uma boa quantidade de azeite de oliva extravirgem. A travessa vai ao forno pré-aquecido na temperatura máxima até que as batatas fiquem douradas e crocantes por fora e macias por dentro. Finalize ralando o queijo pecorino por cima das batatas ainda bem quentes.

O pecorino é um queijo italiano de leite de ovelha, muito gostoso. Ele é bem salgado, por isso, não exagere na quantidade e pegue leve no sal da batata. O aroma desse prato simples mas irresistível é indescritível, um misto de alecrim com o pecorino derretendo, mmmmmm!

Vamos ao próximo prato. Este é o Navet com Gengibre e Salsinha, igualmente ultra fácil de fazer. O navet é o nabo francês ou kokabu, como muitos produtores de orgânicos chamam. É um pequeno nabo redondo, com sabor e aroma bem característicos. Eu adoro. Descasque os navets, corte-os em cubos e refogue com gengibre, louro e azeite de oliva extravirgem. Eu gosto de cozinhar os legumes nessas panelas de ferro fundido esmaltado fundo com tampa. Você não precisa adicionar uma gota de água, pois os legumes cozinham com o seu próprio “suor” que sai durante o cozimento. Acerte o sal e a pimenta-do-reino e finalize com salsinha picada.

O próximo prato é a Salada de Pepino com Quinoa e Ovos Cozidos. Eu tento sempre comer um pepino por dia. É bom pra pele! Contem sílica, um nutriente que estimula a capacidade da pele se ligar à água e tem uma influência positiva no seu metabolismo. A quinoa é um super alimento completo que contem proteína, vitaminas e minerais importantes. O ovo também é um super alimento, pois é uma vida de um animal inteiro em potencial. Por isso mesmo, não se deve exagerar na quantidade.

Estou gostando de temperar minhas saladas com esse African Fusion da linha Smart Spices. É uma mistura de sal, semente de coentro, alho, pimenta vermelha, feno-grego, pimenta-do-reino, cominho e mostarda amarela. A linha tem vários outros tipos de tempero, como por exemplo o Asian Fusion ou o Sal Cítrico. O que não pode faltar na minha salada também é o azeite de oliva extravirgem.

E assim foi meu almoço de hoje, que está mais para um aglomerado de side dishes, como acabam sendo muitas das minhas refeições, porque não tem uma proteína principal. O da direita no canto inferior é uma espécie de ratatouille de forno, a sobra do jantar de ontem :p.

Bolo de Milho & Alecrim Orgânico

Pela primeira vez na vida eu usei farinha de milho (ou fubá) para fazer um doce. Simplesmente não fazia parte da minha cultura pessoal. Mas tudo tem a sua primeira vez! E amei o meu bolo de milho e alecrim!

Eu não curto muito aquele bolo de fubá tradicional com erva-doce. Acho muito seco, não sei… mas esse não tem nada a ver. Quer a receita?

Bolo de Milho & Alecrim Orgânico da Sachi

Ingredientes

  1. manteiga sem sal (amolecida à temperatura ambiente) | 110g
  2. açúcar cristal orgânico | 140g
  3. farinha de milho orgânica | 170g
  4. farinha de trigo branca orgânica | 90g
  5. fermento em pó | 3g
  6. sal marinho | 1/2 colher de chá
  7. ovos inteiros | 2
  8. gema de ovo | 1
  9. yogurte orgânico e natural | 160ml
  10. folhas de alecrim desidratadas | 1 colher de sopa

Modo de fazer

  1. Pré-aqueça o forno a 170 graus. Unte uma fôrma redonda de 20 cm de diâmetro.
  2. Coloque a manteiga num bowl grande e bata com um batedor elétrico até ficar macio. Adicione o açúcar e bata mais até a mistura ficar homogênea e esbranquiçada.
  3. Adicione os ovos batidos aos poucos e continue batendo.
  4. Adicione a farinha de milho e continue batendo.
  5. Adicione o yogurte e continue batendo.
  6. Adicone a farinha de trigo e o fermento peneirados e troque o mixer pelo fouet ou pela espátula de silicone. Misture o todo com delicadeza até que a mistura fique homogênea.
  7. Adicione o alecrim e misture.
  8. Coloque a massa na forma e asse durante 40 minutos.
  9. Deixe esfriar e sirva com creme de leite fresco batido e frutas vermelhas no chá da tarde ou sem nada no café da manhã.

Geralmente não gosto muito de usar fôrmas com esses formatos complicados, prefiro os mais simples, mas dessa vez, me lembrei que tinha essa fôrma de silicone, que é bem prática e usei. Para bolos simples como esse, fica bom, pra variar um pouco 🙂