Arquivo da tag: amêndoas

Pão de Amêndoas com Damasco

O pão de hoje foi de amêndoas com damasco!

Mais uma vez o método sem sova na Le Creuset não me traiu 🙂

Uma bela crosta caramelizada e crocante e um miolo elástico e saboroso!

Até agora o meu sabor preferido é o de figo seco com alecrim, mas esse estava incrível também. Tenho vontade de fazer um de chocolate amargo. Acho que vai ser o próximo…

Anúncios

no photos

Anteontem foi meu aniversário e não poderia ter passado melhor com poucos e bons amigos lá em casa. Já virou habitual eu comemorar em casa e sempre é muito, muito bom! Comidinhas e vinhos, música boa e muita falação. Não tem melhor.

Não acreditei quando me dei conta de que não fiz uma foto! Tudo bem que eu consegui perder (na verdade roubada) ou quebrar 3 cameras num espaço de menos de 1 mês, mas ainda tinha o celular… Bom, tudo bem, vou postar a receita de uma das comidas que fiz. Na verdade, eu estou com muito trabalho e não consegui fazer muita coisa então, a maioria foi comprada… comprei bastante pão, queijos daqueles fedidos mas deliciosos e outros mais frescos, patê campagne, tomates frescos, rúcula e agrião babies, tomate seco, amêndoas, noz pecan, castanha-do-pará que só torrei no forno a 160ºC durante 20 minutos, muito vinho tinto e branco. E fiz uma tapenade, uma terrine de legumes e um relish de cebola.

Aqui vai a receita da terrine.

Terrine de legumes e amendoas

Ingredientes

  1. 2 colheres de sopa de azeite extra virgem
  2. 1 cebola picada
  3. 1 dente de alho picado
  4. 2 talos de salsão picados
  5. 1 colher de sopa de farinha integral
  6. 200 ml de tomates pelados enlatados
  7. 115 g de pão integral (de preferência sem ser pão de forma)
  8. 2 cenouras raladas
  9. 115 g de amendoas (pode ser uma mistura de amendoas com castanha-do-pará, nozes, avelãs, noz pecan, e/ou pistache)
  10. 1 colher de sopa de shoyu
  11. 2 colheres de sopa de coentro fresco picado
  12. 1 ovo batido
  13. sal e pimenta a gosto

Modo de fazer

  1. Torre as amendoas no forno a 160 ºC por 20 minutos. Deixe esfriar por completo e moa grosseiramente no processador, sem deixar virar farinha. Se não tiver processador, pode ser picado na faca.
  2. Moa grosseiramente o pão integral no processador. Se não tiver processador, pode ser ralado.
  3. Pincele com azeite a forma de terrine e forra com papel manteiga.
  4. Aqueça o azeite numa frigideira grande ou num wok em fogo médio. Refogue a cebola durante uns 5 minutos até ficar macia e transparente. Adicione o alho e o salsão e refogue por mais 5 minutos. Junte a farinha e mexa durante 1 minuto.
  5. Junte os tomates aos poucos e cozinhe mexendo sempre, até ficar um molho grosso. Retire a frigideira do fogo.
  6. Coloque o pão, as cenouras, as amêndoas, o shoyu e as folhas de coentro num bowl grande. Junte o conteúdo da frigideira e misture. Deixe esfriar.
  7. Adicione o ovo batido e misture bem. Tempere com sal e pimenta.
  8. Coloque a mistura na forma de terrine e alise a superfície. Tampe com a tampa da forma ou se não tiver, com uma folha de alumínio. Leve ao forno a 180 ºC durante 1 hora
  9. Desenforme e sirva com uma salada de folhas e tomates cereja.
terrine de legumes e amendoas

terrine de legumes e amendoas

Torte de Chocolate com Mascarpone e Amêndoas

Como eu ia ao sítio do meu melhor amigo depois de votar hoje, eu fiz uma torte de chocolate que ele ama. Mas choveu e tá um dia meio que pra ficar em casa e o sítio ficou pra um outro dia… mas a torte não!

torte de chocolate, mascarpone e amêndoas

torte de chocolate, mascarpone e amêndoas

O importante aqui é usar amêndoas inteiras para preservar o sabor e a textura crunchy e usar um queijo mascarpone de boa qualidade. Claro que o italiano é o melhor, mas os que vêm pra cá são industrializados com prazo de validade longo, isso quer dizer que contêm mais conservantes. Dos nacionais, ainda só encontrei um aceitável em termos de sabor. O da Fazenda Santo Onofre. Ele é curiosamente mais leve e aerado na textura que o mascarpone da Itália, mas o sabor é bem melhor que os outros nacionais. Se alguém souber de algum outro fabricante bom, me avisa?

Ingredientes

150 gr de amêndoas inteiras

40 gr de brioche

300 gr de chocolate amargo (eu usei o da Callebaut)

2 colheres de sopa de brandy

150 gr de manteiga amolecida em temperatura ambiente

150 gr de açúcar cristal (eu usei o biodinâmico da Native)

5 ovos

200 gr de queijo mascarpone

cacau em pó para decorar (eu usei o orgânico da Callebaut)

Modo de fazer

1. Pré-aquecer o forno a 170ºC. Torrar as amêndoas no forno durante 8 a 10 minutos até que soltem o seu aroma e fiquem douradas.

2. Deixar esfriar as amêndoas e colocá-las no processador com o brioche e triturar grosseiramente. Untar a forma com manteiga, passar um pouco da mistura de amêndoas no fundo e nas laterais da forma e colocar na geladeira.

3. Derreter o chocolate com o brandy em banho-maria, tomando cuidado para não queimar nem deixar que a água do banho-maria entre na tigela do chocolate. Não mexer muito o chocolate enquanto derrete, pois a manteiga de cacau pode separar do chocolate.

4. Bater a manteiga com o açúcar até ficar cremoso. Adicionar o chocolate derretido com brandy, os ovos um a um e o mascarpone, sempre batendo durante cada processo. Adicionar o restante da mistura de amêndoas e misturar bem com uma espátula. Colocar a massa na forma e assar durante 50 a 60 minutos.

5. Deixar na forma 15 minutos depois de tirar do forno antes de desenformar. Deixar esfriar antes de decorar com cacau em pó para servir. Pode servir com uma mistura de mascarpone com creme de leite fresco batido com um pouco de açúcar.

O chá que escolhi para tomar com essa torte foi um Assam (região produtora de chá da India, provavelmente a segunda mais famosa depois de Darjeeling) second flush (segunda colheita do ano, entre julho e setembro, que dá um chá de sabor mais intenso, considerado melhor para os chás Assam do que a primeira colheita, diferentemente dos Darjeeling) da plantação Numalighur comprado na Loja do Chá. Esta é uma versão CTC (cut, tear and curl, um processo de fabricação de chá preto com o uso de uma máquina para enrolar a folha e deixá-la bem pequena, como uma bolinha minúscula, resultando num chá mais forte e com tempo de infusão menor, muito usado nos chás de saquinho, mas existem chás CTC de boa qualidade também, vendidos soltos. Muitos Assam são feitos dessa maneira por ele ser um chá muito bom para ser tomado com leite e assim o chá precisa ser tirado mais forte.) de boa qualidade. É um BOP (broken orange pekoe), a melhor graduação dentro da categoria de chás pretos CTC. Escolhi esse chá para tomar com essa torte porque é um chá forte e robusto para balancear com a torte que é um doce marcante, não é daqueles doces leves e sim com sabores bem acentuados e com um certo peso. Eu tomei puro, sem leite. Descobri que o leite não me faz muito bem então estou tentando fugir dele.

a cor âmbar do Assam

a cor âmbar do Assam