Ceviche

Tá quente né? Não tem coisa melhor do que um prato refrescante como o ceviche num dia assim! Bom, agora a cidade está cheia de restaurantes peruanos e nem é mais tão novidade, esse prato, mas o que é bom dele é que é ultra fácil e rápido de fazer e dá pra inventar várias versões. Outro dia eu vi no Jamie Oliver uma com romã. Parecia bem bom e ainda por cima ficou lindo com a cor de sangue das bagas da fruta salpicadas por cima. Hoje eu fiz uma versão bem manjada, mas só copiei um detalhe da do Jamie, o raíz forte. Como nunca vi raíz forte fresco por aqui (alguém sabe onde tem?), comprei um vidrinho de conserva mesmo. Funciona, mas não vale colocar muito, é bem pouquinho mesmo.

Muita gente acha que ceviche é um prato demorado, que tem que deixar o peixe marinando durante horas. Nada disso. É quase instantâneo, em 2, 3 minutos depois de colocar o suco de limão no peixe, ele já começa a “cozinhar” a frio. Então é assim. Compre um peixe que vc goste, de preferência de carne branca e bem fresco. O ideal é comprar inteiro e cortar os filés, assim na hora de escolher o peixe, vc consegue distinguir melhor se o peixe está bem fresco ou não. Mas se tiver preguiça de cortar os filés como eu hoje, compre os filés já cortados numa peixaria de confiança. O meu peixe escolhido de hoje foi um linguado.

Antes de mais nada, lave bem o limão siciliano e raspe a casca com um zester. Lembra do zeste de limão do post sobre chermoula? Então, reserve o zeste e corte os filés de peixe em tiras finas (+ ou – 5 mm) e coloque-as numa tigela. Esprema o suco do limão siciliano sobre o peixe. Você vai ver que em questão de minutos a textura e a cor do peixe irá mudar. Tempere com sal marinho e misture.

L1020499

Enquanto o peixe está marinando e “cozinhnando” com a ação do limão, corte a cebola roxa bem fininha, tem que ficar transparente de tão fina, porque se não fica meio desagradável sentir aquela textura grossa da cebola. A cebola roxa é mais docinha do que a branca, mas quem não gosta de sentir o picante dela, pode deixar as tiras de molho em água fria por uns minutos.

L1020501

Agora é só arrumar os peixes no prato, temperar e decorar! Não é mega fácil? Eu decorei o meu ceviche com as cebolas roxas, bastante folha de coentro, um pouquinho de raíz forte, o zeste de limão siciliano, pimenta-do-reino verde e um bom azeite extra virgem.

L1020510

Insistindo, não deixe o peixe muito tempo marinando no limão, é bom servir o quanto antes, bem fresquinho mesmo. Ah, e a versão original peruana, leva “leche de tigre” na marinada, que é um caldo de peixe com uns temperos, além do limão, mas fica muito bem assim só com o limão também. Mais fácil também né🙂

Uma curiosidade: o chef peruano Gastón Acurio disse uma vez numa palestra que o ceviche tinha origem japonesa. O Perú é um país que, como o Brasil, recebeu muitos imigrantes japoneses e aparentemente o sashimi deu origem ao ceviche de hoje. Talvez o escabeche vindo da Espanha e o sashimi tenham se fundido no Perú e nasceu o ceviche.

esse é o raíz forte em conserva que eu usei. não confundir com o wasabi.

esse é o raíz forte em conserva que eu usei. não confundir com o wasabi.

4 Respostas para “Ceviche

  1. cresci no Peru comendo ceviche, relembrei com seu post!😉
    bjo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s