Sicko

poster do Sicko

poster do Sicko

“Sicko” já entrou como um dos meus documentários favoritos. Aliás… o que é o Michael Moore? Ele é tudo. Amo todos os filmes dele. Sicko é um desses filmes que vc deseja que todas as pessoas do planeta assitam. Claro, principalmente os americanos, para abrirem os olhos, mas também pra todo mundo abrir o olho e ver realmente como tantos outros “sistemas” funcionam (ou não funcionam).

Aqui nesse caso é sobre o sistema de saúde nos Estados Unidos. Mas em proporções maiores ou menores, todo sistema de seguro privado funciona do mesmo jeito. E te juro, me deu vontade de cancelar o meu seguro de saúde na hora! Ainda não o fiz, mas estou pensando seriamente. Tudo bem, muitos vão falar, não precisa de um filme pra saber como funcionam todos esses sistemas, mas assistam o filme que vai dar vontade de finalmente agir.

O filme é assim. O Michael Moore postou no site dele uma nota convidando as pessoas a mandarem estórias reais sobre problemas com seguro de saúde (que ele chama de “health care horror stories“) e filmou as estórias dessas pessoas comuns, com ou sem seguro de saúde. Nos Estados Unidos não existe sistema de saúde público, é tudo privado, por isso, quem não tem seguro de saúde, que são 47 milhões segundo o documentário, tem que passar a vida rezando para não ficar doente ou ter algum acidente. Lembra um pouco a nossa situação aqui, porém lá é bem pior. Até porque, mesmo quem tem um seguro de saúde, enfrenta um monte de problemas e mesmo morte evitável, nos piores casos. Daí ele vai a outros países como Canadá, França e Cuba, onde o sistema de saúde público e universal funciona bem para saber como foi que os Estados Unidos foram parar no estado que se encontram. É bem trágico o negócio… Tem uma hora que ele filma umas velhinhas, ainda com a roupa do hospital, sendo levadas de taxi na calçada em frente a um abrigo, nem sequer encaminham elas para o abrigo, literalmente despejam elas na calçada como se fossem sacos de lixo. E o funcionário do abrigo diz que é uma cena comum e que já “recolheram” uma que ainda estava com a seringa no braço (achei meio surreal, mas enfim…)! Nesse momento Michael Moore faz uma pausa e pergunta, “quem somos nós (americanos)?” É muito duro mesmo.

É claro, tem um pouco de utopia na comparação da situação americana com a dos outros países, porque ele não mostra o podre que rola com os imigrantes ilegais na França, por exemplo ou como é a situação dos que vivem na periferia de Paris, não é nada daquilo que ele mostrou como sendo a realidade francesa no documentário, mas enfim. Tudo bem, a gente entende que ele quer reforçar o enorme problema que carregam os americanos comuns no que diz respeito à saúde e que é possível sim, eles também terem o mesmo que esses outros países têm.

cena do Sicko

cena do Sicko

cena do Sicko

cena do Sicko

cena do Sicko

cena do Sicko

Bom enfim, o filme é incrível, assistam todos e pensem bem se realmente precisam de seguro de vida, seguro de incêncio e disso e daquilo. O de carro não dá pra não ter. Mas o resto, não sei. Eu estou seriamente pensando que o melhor seguro de saúde é comer alimentos orgânicos, menos proteína animal, mais legumes, verduras e frutas, alimentos integrais, não comer alimentos industrializados e fazer exercícios. Tem muitas outras coisas, como rir (diz que é fundamental), ter prazer, arte, música, a natureza, enfim, coisas simples.

E Michal Moore não parou no filme. Ele é ativista mesmo. Ele continua chamando as pessoas para contarem suas estórias de horror para mandar para os políticos agirem e votar pelo sistema universal e gratuito. Ele espera que o filme faça uma revolução no sistema de saúde americano e tire do mercado toda a indústria de seguro de saúde e faz campanha em várias frentes, na internet, nas comunidades, etc. Ele tem um grupo no youtube com um monte de videos de estórias desse tipo. Muito mais detalhes sobre a mobilização no site: http://www.michaelmoore.com/sicko/health-care-proposal/

'What can I do?' - SiCKO

Uma resposta para “Sicko

  1. Blog novinho em folha! Eu trabalhei em dezembro para ficar tudo pronto e em segredo. Agora falta alguns ajustes aqui e ali, mas como é blog tá ótimo!!! E como foi de reveilão????

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s